O modelo virtual, o mais amplamente carregado de dados é uma poderosa máquina de construir valor, de agregação de qualidade, de redução de custo. Quanto maior for a quantidade de dados incorporada, maior será a capacidade de análise. O ambiente digital se aproxima de 50% dos processos das principais empresas, de todos os setores. E esse aspecto é ainda  mais importante para a construção, que movimenta quase 20% do pib mundial e os níveis de produtividade são os mais baixos se compararmos a todas as demais industrias.

O BIM, Building Information Modeling, algo como uma plataforma ampla, repleta de informações, do prédio a construir ou construído, como: a geometria, todos materiais, especificações e preços, os parâmetros dos ambientes (um dormitório, um auditório, uma oficina mecânica, uma fábrica de chocolates), orientação e posição geográfica, parâmetro do terreno, estratégias para a construção, desempenho energético e sonoro.

São absolutamente ilimitadas as informações a serem incorporadas no modelo, que pode gerar infinitas respostas referentes à construção, desde o momento de sua concepção, projeto, planejamento, formação de custos, até a todos os processos de manutenção, gerenciamento e mesmo sua demolição .

Em diversos aspectos, o BIM promove mudanças radicais: mais qualidade e valor para os projetos, maior nível de qualificação para profissionais, a industrialização fará o setor finalmente entrar na linha de montagem, 100 anos após a industria automobilística.

Muda as relações no time todo, que passa a estar muito mais alinhado com os objetivos da empresa. 

Para gestores, o novo paradigma permite um dashboard completamente novo. Decisões tomados em análises, geradas sobre operações baseadas em dados. As oportunidades para a empresa e seus  empreendimentos se expande. A visão amplificada do negócio, permite antecipar e se adaptar num mercado volátil, onde riquezas são criadas em velocidades muito maiores, mas também que se transferem de um lugar ao outro com a mesma intensidade.

Os dados são o oxigênio para as empresas. A produção e o compartilhamento de informações são poderosas ferramentas para criação de insights fundamentais, disruptivos, antecipadores. A tecnologia da informação e a ciência de dados e análise passam a ser o elemento vital para fortalecer as empresas de todos os setores e a melhor boa nova para a construção